Notícias

//Elber denuncia que prédio da antiga Prefeitura está se deteriorando por falta de planejamento

Elber denuncia que prédio da antiga Prefeitura está se deteriorando por falta de planejamento

O vereador Elber Batalha (PSB) lamentou o descaso da Prefeitura de Aracaju (PMA) sobre o futuro do Palácio Inácio Barbosa, sede histórica da administração municipal, localizada na Praça Olímpio Campos, no centro da cidade.

Elber disse que viu nas redes sociais do ex-vereador Antônio Samarone a denúncia sobre este assunto, onde o ex-vereador cobrava uma ação da Prefeitura, já que a Universidade Tiradentes (Unit) tem a posse em comodato e até hoje, depois de 2 anos, ainda não pode fazer nada naquele prédio porque a Prefeitura não permite.“A Unit tem um projeto belíssimo pra esse histórico prédio tombado. Eles têm a pretensão de fazer ali um Memorial de Sergipe. A Unit adquiriu diversas peças dos acervos culturais e artísticos de grandes nomes sergipanos, a exemplo de Luiz Antônio Barreto, Thetis Nunes e Rosa Faria. Todas essas peças seriam expostos naquele prédio”, informou.

O parlamentar disse que, historicamente, a Prefeitura faz essa prática de causar desinteresse de instituições que já detém comodato dos prédios do município devolvam à administração devido à falta de contrapartida da Prefeitura. “Aconteceu a mesma coisa com o prédio quero cedido ao Síntese, que também fez a devolução do prédio histórico do supletivo e ele está lá se acabando, e agora, a Unit devolveu o prédio por falta de estrutura da Prefeitura em cumprir o que lhe cabia. Com isso, perde-se a oportunidade de ter um prédio histórico totalmente restaurado pela iniciativa privada, a sociedade deixa de ganhar um museu que contaria a história dos sergipanos. O professor Uchôa é um mecenas sergipano que investe em arte, cultura e educação. Com o comodato sendo devolvido, o que será desse palácio histórico que representa parte da história política, social e desenvolvimento de Aracaju?”, indagou.

Elber Batalha disse que tudo isso ocorre por falta de planejamento da Prefeitura de Aracaju. “Não existe um planejamento de gestão mínimo nessa administração. Simplesmente apagam o incêndio do dia. O IPESAÚDE foi um exemplo disso. Tiveram 9 meses para resolver e nada fizeram. Se não fosse a cobrança da Câmara, do Sepuma e o MP, além do gesto do governador, até hoje os servidores do município de Aracaju estariam sem atendimento médico de saúde. Agora, o prédio que a Unit iria tomar conta com recursos próprios tá lá se acabando e não será feito novamente “.

Foto: César Oliveira

2019-05-28T11:23:15+00:0028 maio 2019|Notícias|